Olho de Hórus

olho de hórus
Quando tudo parece perdido…
Quando a rua vira beco sem saída…
Quando a lua não faz mais sentido…
Quando a balança parece partida…
 
É hora do povo acordar…
É hora da raiva desaparecer…
É hora da voz desafiar…
É hora da mágica acontecer…
 
Por mais que haja o saber…
Por mais que se sinta o querer…
Por mais que rasteje o ousar…

É chegada a hora da mente calar.

(Anderson Porto)
Anúncios