Quando vi estrelas com ela

12191030_10153718998014670_5712542835500271717_n

Lembro que quando estive com ela
vi milhares de estrelas…
Não estas que vemos
apenas ao olhar pro céu
quando falta energia.

Não estas que sorrateiramente
aparecem quando se descortina
a Aurora Boreal…
Não! Foi real!

O que vi foi a Via Láctea inteira!

Vi um manto de estrelas
sorrindo,
brincando,
rodopiando…

Como se galáxias
dançassem com galáxias
ao som da valsa do vento,
aproveitando o merecido cochilo
cansado do sol…

Que noite foi aquela…

Foi quando vi estrelas com ela.

(Anderson Porto)

Anúncios

Lira Itabirana

I
O Rio? É doce.
A Vale? Amarga.
Ai, antes fosse
Mais leve a carga.

II
Entre estatais
E multinacionais,
Quantos ais!

III
A dívida interna.
A dívida externa
A dívida eterna.

IV
Quantas toneladas exportamos
De ferro?
Quantas lágrimas disfarçamos
Sem berro?

Carlos Drummmond de Andrade (1984)

12238049_10206886222289549_7752638094757295121_o